Praticar exercícios é algo que deveria fazer parte da vida de todo ser humano (e me atrevo a falar que na dos animais também). Na rua, academia ou em casa, é inegável os benefícios que a atividade física traz para a saúde (veja aqui os benefícios) e para a autoestima.

 

No entanto, o que ainda resta dúvida é se treinar com um personal ou não realmente faz diferença. A busca por esse profissional cresceu muito desde os anos 90 por vários motivos. No início era por conta do status: só quem tinha dinheiro contratou um treinador pessoal.

No entanto, essas pessoas começaram a ter melhores resultados, tanto na saúde quanto na estética. Sendo assim, o que antes era apenas uma ostentação passou a ser uma espécie de investimento.

Mas, quais serão as vantagens e as desvantagens de se contratar um personal trainer? E o que devo considerar na hora de escolher? Continue a leitura para encontrar as respostas para essas perguntas.

Quais as vantagens de treinar com um personal trainer?

Existem muitas vantagens em contratar um personal trainer ao invés de malhar ou fazer uma atividade física sem instrução. Veja as principais a seguir:

Regularidade

Uma das maiores vantagens de ser ter um personal é que a chance de aumentar a sua frequência no treino é maior, principalmente quando estamos falando a longo prazo. Ou seja, a regularidade no exercício é maior quando comparado àquelas pessoas que treinam sozinhas.

Personalização

Quando você contrata um personal trainer, ele irá fazer um treino totalmente personalizado focando nos seus objetivos, limitações e necessidades. Afinal, cada pessoa é única e reage de modo diferente.

Desse modo, com um personal, você fica um passo à frente para alcançar os seus objetivos, pois cada exercício, repetições e frequência será focado especificamente para você.

Motivação

Seja através de frases motivacionais, como “Você consegue mais” ou “Parabéns, você está no caminho certo”, ou simplesmente te incentivando a não faltar no treino, outra vantagem de treinar com um personal é que ele te ajuda a se manter motivado.

E quem treina ou já treinou alguma vez sabe o quanto é essencial a motivação para conseguir resultados, já que eles não aparecem sem esforço e muito suor.

Segurança

Quando estamos sob os olhos de um personal trainer, a chance de se machucar porque está executando o exercício errado é menor. Afinal, um bom profissional corrige a sua postura, auxilia na execução dos movimentos e não coloca uma sobrecarga muito alta, sempre respeitando o limite de cada cliente.

Mais intensidade

Não dá para negar que quando estamos com um personal treinamos de modo muito mais intenso e bem próximo dos nossos limites se comparamos quando estamos sozinhos. Inclusive aumentar a intensidade sozinho é algo perigoso, pois pode acabar levando a lesões.

Sendo assim, ter alguém que entende do assunto ao lado para dar suporte em caso de erro ou falha pelo cansaço, ou ainda pela tentativa de chegar ao limite, nos coloca em maior segurança, permitindo maiores intensidades.

Variedade nos treinos

Diferente de malhar sozinho, quando contratamos um personal a variedade de exercícios é muito maior. Isso é muito bom, porque não fica aquele treino chato e monótono. E isso vale inclusive para a musculação, a qual geralmente é mais repetitiva, mas é possível estar sempre variando.

A variedade nos exercícios ajuda muito quem está começando a se manter motivado, nos tira da rotina e faz com que o corpo precise estar sempre se adaptando, o que ajuda a potencializar os resultados.

Entende o porquê de estar fazendo aquilo

Não adianta apenas estar executando os exercícios sem saber o porquê está fazendo aquilo. Um bom profissional te ensina sobre fisiologia, anatomia, biomecânica, esforço, rendimento etc. Ele te explica o por que, como e quando fazer aquilo. Assim, você fica mais motivado, pois começa a compreender a necessidade de se esforçar e ser mais intenso.

Quando isso acontece, os seus treinos são mais eficientes e, como consequência, o resultado fica cada vez mais perto.

Existe alguma desvantagem?

Até então parece mil e uma maravilhas contratar um profissional. Inclusive está bom demais para ser verdade. Mas saiba que existem sim alguns motivos que podem tornar essa opção inviável.

Valor do serviço

Geralmente eles cobram por hora aula, mas podem fazer um plano mensal. No entanto, como o atendimento é totalmente personalizado, pode ser que o valor não agrada muito o seu bolso.

modo, pode não ser tão acessível quando comparamos a mensalidade de academia. Na verdade, pode ser que você tenha que pagar além do personal a academia.

Rotina

Quem não gosta de rotina, talvez treinar com um personal seja uma desvantagem. Isso porque os horários são agendados, não podendo ter tanta flexibilidade, afinal ele tem outros alunos.

Além disso, esteja preparado para a convivência e para seguir à risca as orientações que receber do profissional.

Olhar de avaliação

Talvez você não se sinta confortável com alguém olhando para você e te avaliando durante todo o treino, principalmente se é a sua primeira vez.

Algumas pessoas realmente preferem treinar sozinhas, pois acreditam que assim conseguem manter a concentração total na execução correta dos exercícios.

Como escolher o profissional?

Agora que você entende quais as vantagens e desvantagens de ter um personal trainer, é preciso saber como escolher o profissional adequado.

1. Profissional habilitado

Não caia em conversas. Exija o registo no Conselho Regional de Educação Física (CREF). Sem esse registro o profissional não pode atuar e inclusive se o fizer é ilegal.

O registro indica que a pessoa estudou por no mínimo 4 anos, domina o assunto e tem capacidade de exercer a profissão. O restante está brincando com sua saúde e vida, podendo trazer prejuízos irreversíveis, como uma lesão no joelho por causa de sobrecarga.

2. Saúde gera os outros resultados

Prefira profissionais que se importam mais com a sua saúde, respeitando os seus limites e traçando objetivos reais e alcançáveis. Quando esse é o foco, a estética vem naturalmente. Fuja daqueles que, por exemplo, indicam o uso de substâncias ilegais.

3. Qualificação e estudos constantes

Um bom profissional não aceita ficar apenas com a sua graduação. Ele está sempre estudando e buscando se atualizar. Certifique-se de que o personal que está para contratar utilize técnicas atuais, mais modernas e eficientes. Pergunte se ele frequenta congressos de atualização todos os anos.

4. Ensinar sobre e não apenas corrigir técnicas de movimentos

Uma das vantagens de ter um personal é justamente por ele te ensinar a razão de estar fazendo aquilo e daquela forma. Por isso, é importante observar se ele se preocupa não apenas em corrigir, mas em transmitir conhecimento.

5. Histórico profissional de respeito

Faça uma investigação sobre o histórico do profissional. Certifique-se que ele possui ética e trata os seus clientes com respeito. Isso lhe trará mais segurança e confiança na escolha.

6. Procure um especialista

Nem todo profissional entende de tudo e se entende, ele não tem profundidade em nenhum dos assuntos. Busque educadores físicos que possuem uma especialidade e, portanto, atendem um público específico.

Como exemplo, o dermatologista estudou medicina assim como o cardiologista, mas para se aprofundar no assunto precisou se especializar. Da mesma forma, um especialista em natação, não necessariamente entende de corrida, musculação e luta.

Para atender bem a um público, ele demandará seu tempo focando nos estudos e atualizações de forma mais específica. Então, procure um profissional que seja especializado naquilo que você tenha interesse.

 

Gostou desse artigo? Deixe o seu comentário e clique aqui para conhecer outros conteúdos para sua saúde.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*