O seguro saúde e o plano de saúde são serviços que são semelhantes em muitos aspectos, porém com algumas diferenças. Ambos oferecem vantagens aos beneficiários, afinal o objetivo é proteger na hora que mais precisam.

 

A assistência médica no Brasil é um direito de todos os cidadãos e, por esse motivo, um dever do Estado. Além disso, o SUS é considerado um dos melhores sistemas de saúde pública no mundo. Mas apesar disso, encontramos muitas dificuldades e nem sempre conseguimos acessá-lo da melhor forma possível.

Com isso, foram criadas alternativas mais eficientes: o seguro e o plano de saúde. Porém, muitas pessoas ainda nem sabem que existe esse tal de seguro saúde, quanto mais a diferença entre ele e o plano de saúde e qual a melhor opção.

Desse modo, viemos aqui ajudar a esclarecer todas as dúvidas sobre esses serviços de saúde para que você consiga decidir com segurança qual escolher.

O que é um plano de saúde?

 

O plano de saúde é quando uma empresa privada oferta um serviço de assistência médica, com sua própria rede de atendimento. Desse modo, caso precise de algum tipo de serviço médico é preciso consultar primeiramente a rede de atendimento e selecionar o profissional, hospital, laboratório ou clínica que é oferecido pela operadora.

As coberturas e abrangências variam, sendo que o melhor plano irá depender do perfil e necessidades do usuário e seus dependentes.

Como funcionam?

Existem diferentes modalidades de inclusão, são elas:

  • Individual: é a opção mais cara, uma vez que é personalizada para um único indivíduo;
  • Familiar: estende-se aos familiares diretos do contratante, o que inclui pai, mãe, cônjuge e filhos;
  • Coletivo: contratado por um grupo de pessoas, normalmente em associações de classes, sindicatos etc.;
  • Empresarial: direcionado para empresas públicas e privadas que desejam atender seus colaboradores. Ele é debitado diretamente na folha de pagamento do funcionário, reduzindo parte da burocracia.

Eles também se diferenciam de acordo com a margem de cobertura, podendo ser:

  • Referência: mais caros por serem os mais completos, com coberturas amplas.
  • Ambulatorial: plano bem básico, com cobertura para consultas e procedimentos mais simples — as restrições dependem do contrato de cada operadora;
  • Hospitalar: além da cobertura básica, também garante internação sem limites de prazos;
  • Hospitalar com obstetrícia: em relação ao anterior, adicionam-se pré-natal, parto e atendimento ao recém-nascido;
  • Plano odontológico: restringe-se aos procedimentos odontológicos feitos em um consultório, como periodontia, exames radiológicos, endodontia e cirurgias orais mais simples, além de emergências e de urgências.

O que é um seguro saúde?

No caso do seguro saúde, ele geralmente não oferece uma rede de atendimento. Do contrário, o segurado recebe um reembolso das despesas médicas relativas a consultas, exames, tratamentos, cirurgias etc.

Sendo assim, há maior liberdade de escolha do profissional, hospital, laboratórios e clínicas. Porém, algumas empresas de seguro saúde já estão trabalhando com uma rede credenciada, de modo a oferecer profissionais e hospitais de qualidade, sem precisar usar a opção de reembolso.

No entanto, o valor e o limite de reembolso são definidos no contrato e, assim como um seguro tradicional, o beneficiário paga um valor mensal, o qual varia de acordo com os riscos potenciais de futuros custos com tratamentos.

O que o seguro saúde e plano de saúde têm em comum?

Como possuem algumas semelhanças, é comum as pessoas utilizarem os dois termos como se estivesse se tratando da mesma coisa. Por isso existem tantas dúvidas a respeito desse assunto e as pessoas acabam confundindo.

Tanto que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabelece as mesmas regras para esses dois tipos de serviços. Sendo assim, primeiro vamos entender o que o seguro saúde e o plano de saúde têm em comum para depois falarmos quais são as diferenças.

Mesmo objetivo

A principal semelhança entre o plano de saúde e o seguro saúde é que eles têm o mesmo objetivo:

Fornecer assistência médico-hospitalar em um momento de necessidade, sem que o paciente precise contar com a rede pública — que, em muitas regiões do país, oferece um serviço aquém dos padrões de qualidade esperados.

Período de carência

Outra similaridade é em relação ao período de carência. Apesar de cada contrato definir qual será o período, tanto o seguro saúde quanto o plano de saúde geralmente possuem um período de carência. Ou seja, existe um prazo para o beneficiário ter direito ao acesso aos serviços contratados, mesmo que esteja pagando as mensalidades.

Existem algumas modalidades que isentam a carência, mas geralmente elas possuem um valor mais alto ou são exclusivas de planos empresariais. Mas, seja qual for o serviço contratado (plano ou seguro), você vai ouvir e vai precisar estar atento às carências.

Cobertura

Tanto o seguro quanto o plano de saúde cobrem o atendimento de consultas a clínicos gerais e médicos especialistas até internações, cirurgias e exames.

Qual é a diferença entre plano de saúde e seguro saúde?

Como deu pra observar existem muitas semelhanças, mas a abrangência do contrato do seguro e plano de saúde é bem diferente. Além disso, o preço varia bastante, sendo um ponto positivo para o seguro saúde, o qual geralmente é mais barato.

É importante lembrar também que o plano de saúde é um serviço bastante consolidado no mercado, visto que já está em ação há muitos anos. Já o seguro saúde é algo mais recente que vem ganhando força aos poucos, mas já está ganhando o coração de muitos.

Contrato

O plano de saúde oferece um pacote de serviços que estão ligados à saúde, mas que só podem ser realizados em determinadas situações. No contrato de adesão todos esses serviços estão detalhadamente especificados, então é preciso ler com cautela antes de assinar e estar ciente dos seus direitos.

Já no seguro saúde, o paciente pode realizar os serviços que desejar e solicitar o reembolso.

Abrangência da assistência

No plano de saúde, como já foi dito, os profissionais e estabelecimentos que você poderá solicitar os serviços contratados devem ser conveniados à operadora. Sendo assim, se você quiser selecionar um médico que não faz parte da rede de atendimento, é preciso pagar pela consulta e, geralmente, sem direito a reembolso.

Os nomes dos profissionais e estabelecimentos conveniados estão disponíveis nos sites, aplicativos e periódicos do plano de saúde. Mas, é importante sempre estar atualizado, pois há uma rotatividade de profissionais, isso significa que se o seu ginecologista de anos decidir não renovar com a operadora, ele não vai te atender a não ser que pague pela consulta.

Já no seguro saúde, a abrangência é muito maior, visto que o beneficiário não fica limitado à rede de profissionais, clínicas, hospitais e laboratórios imposta pela operadora, mesmo que ela possua tal rede.

Sendo assim, ele pode escolher livremente onde realizar os exames, quais médicos consultar e quais hospitais ou clínicas deseja ir. Basta solicitar o reembolso e o valor da mensalidade não é tão alto como pensam, na verdade costuma até mesmo ser mais barato.

Tratamento

No plano de saúde, se o tratamento que você precisa estiver incluso no contrato, não será necessário pagar nenhum valor além da mensalidade, a não ser que seja plano coparticipativo. Porém se o tratamento estiver fora da cobertura do contrato, o beneficiário precisa arcar com todas as despesas.

Em relação ao seguro saúde, geralmente o paciente escolhe o serviço que deseja, paga por ele e depois é reembolsado pela seguradora. O valor a ser pago pela seguradora irá variar de acordo com os termos do contrato. Isso significa que ela não é obrigada a arcar com 100% dos custos, mas apenas com o valor limite contratado.

Qual dos dois é o melhor: seguro saúde ou plano de saúde?

Cada um possui as suas próprias vantagens e desvantagens, por isso, para definir qual é o melhor é preciso levar em conta esses fatores e o seu perfil de consumidor. Sendo assim, confira as vantagens de cada um e veja qual se encaixa nas suas necessidades e realidade.

Vantagens do plano de saúde

  • Segurança e tranquilidade

Os planos de saúde garantem atendimento de qualidade na hora que mais precisa e fornecem uma ampla cobertura. Ou seja, caso precise do serviço nesse exato momento, basta procurar no guia da empresa disponibilizado nos aplicativos ou site e buscar o profissional ou serviço mais próximo de você.

  • Portabilidade

Vamos supor que você precisou mudar de região por conta do trabalho e nessa cidade o seu plano não atende. Não se preocupe, basta pedir portabilidade para outra operadora que atende aquela região e, assim, não será necessário passar pelo período de carência novamente.

Da mesma forma, se você quer mudar para outra operadora que tem cobertura a abrangência melhores, é só pedir a portabilidade. Segundo a ANS, só é permitido apresentando a carteira do plano atual e os últimos 3 boletos pagos e ter no mínimo 2 anos de participação no plano.

  • Custo zero no atendimento

Apesar de ser um pouco mais caro, o plano de saúde não exige que você pague na hora do atendimento, afinal o valor das consultas, exames, tratamentos e internações já estão incluídos na mensalidade. Já no seguro saúde, será necessário desembolsar os custos para só então ser reembolsado posteriormente.

Vantagens do seguro saúde

  • Segurança e tranquilidade

O seguro saúde também oferece segurança e tranquilidade aos seus usuários quando precisam dos serviços médicos. Você pode solicitar qualquer assistência médica e depois pedir o reembolso.

  • Melhor relação entre custo e benefício

Dependendo das condições de saúde e idade, o plano de saúde pode acabar custando caro. Com isso, principalmente se fizer seguros coletivos ou empresariais, o seguro saúde pode acabar tendo melhor custo-benefício.

  • Liberdade de escolha

Como não há restrição da rede de atendimento, o segurado fica livre para escolher os profissionais e estabelecimentos que desejar. Inclusive aqueles que talvez não atendessem pelo plano de saúde.

Além disso, você não precisa se preocupar com a rotatividade de profissionais, assim como acontece no plano de saúde nem se preocupar quando mudar para outra cidade. Pois não é preciso passar pela burocracia de buscar outra empresa que atenda em sua nova região para fazer portabilidade. Basta buscar atendimento onde quiser, e os valores serão reembolsados.

  • Maior flexibilidade

Geralmente, os planos de saúde possuem um modelo mais rígido do que os seguros saúde. Segundo as regras estabelecidas pela ANS, os seguros podem ser formados por diversas modalidades de coberturas, o que permite formular um plano totalmente adaptado às necessidades dos seus clientes.

  • Custos

O seguro saúde normalmente é mais barato que os planos de saúde, porém é preciso que o segurado possua reservas de emergência. Isso porque o reembolso só acontece após um período estabelecido pelo contrato. Então em casos de emergência medica ou até mesmo consultas e exames de rotina, é preciso que você tenha disponível um dinheiro extra para cobrir temporariamente as despesas médicas.

  • Praticidade em contratos

Na maioria das vezes, os planos de saúde possuem muitas regras e clausulas de contrato que atrasam o atendimento. Apesar do seguro saúde também ter carência, a rapidez com que você utiliza os serviços é maior, com exceção para aqueles procedimentos que exigem reembolsos maiores.

 

Portanto, se você está com a saúde em dia e geralmente vai pouco ao médico, pode ser que o seguro saúde seja a melhor opção para você. Afinal, serão poucos gastos e, mesmo assim, você será reembolsado.

No entanto, se a sua saúde está bem debilitada e você faz muitos exames ao longo do ano, talvez a melhor alternativa seja o plano de saúde. Apesar que o seguro saúde também já vem oferecendo redes credenciadas de atendimento, com profissionais e estabelecimentos qualificados.

Independentemente de qual for escolher, o importante é não ficar descoberto. Afinal, todos estamos sujeitos ao risco de alguma doença ou acidentes. Mesmo que siga um estilo de vida saudável, nunca se sabe o que pode acontecer.

 

Gostou desse artigo? Deixe o seu comentário e clique aqui para conhecer outros conteúdos para sua saúde.

2 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*