O plano de saúde é um dos melhores benefícios que uma empresa pode adquirir para o seu funcionário. Isso porque a saúde é um dos maiores bens que um indivíduo pode ter e, assim, cuidar dela mostra que o empregador se preocupa com os seus empregados.

 

Segundo uma pesquisa em 2014, cerca de 74,6% dos funcionários acham que o plano de saúde empresarial é um fator decisivo na escolha de uma vaga, além de ser o benefício mais importante.

Porém, muitas pessoas não sabem como funciona ou qual a importância de um plano de saúde empresarial. Pensando nisso, criamos este conteúdo para explicar tudo o que precisa saber sobre um plano de saúde empresarial e como escolher a melhor opção para a sua empresa.

O que é um plano de saúde empresarial?

O plano de saúde empresarial é aquele que é destinado aos funcionários de alguma empresa e, por esse motivo, possuem benefícios exclusivos quando comparado a outros planos.

Essas vantagens podem estar ligadas ao custo, os quais geralmente são mais em conta que os demais planos, e aos recursos que esse tipo de plano oferece, como por exemplo, melhores condições em planos odontológicos.

Algumas empresas podem pagar integralmente a mensalidade, mas, a maioria paga parcialmente ou então escolhe um plano empresarial com coparticipação (para entender mais como funciona um plano coparticipativo, clique aqui).

Qual a vantagem do plano de saúde empresarial?

As vantagens dos planos de saúde englobam tanto os funcionários quanto a própria empresa. Veja a seguir quais são elas:

Ajuda a pagar menos impostos

O funcionário e o empregador ao declarar o plano de saúde no imposto de renda conseguem dedução dos impostos. Para saber como declarar o plano de saúde no imposto de renda, clique aqui.

Valoriza a equipe

Existem diversos métodos que ajudam a manter a sua empresa sempre em alta no mercado e um deles é justamente o plano de saúde empresarial. Assim, você está demonstrando que se preocupa com os seus clientes porque está cuidando de quem lida diretamente com eles: os funcionários.

Ao valorizar a sua equipe, os funcionários estarão mais motivados e contentes.

Reduz as taxas de ausência no trabalho

Além de demonstrar que se importa com os funcionários, o que por si só já ajuda a melhorar a satisfação com o trabalho, a melhoria da saúde de cada um faz com que reduza as faltas no trabalho.

A razão para isso é bem simples: eles terão um acesso mais fácil a uma rede de atendimento médico de qualidade, ou seja, cuidarão mais da saúde e, assim irá reduzir as faltas por motivos de doença.

Auxilia no aumento da produtividade no trabalho

A produtividade no trabalho está muito ligada com a satisfação e a saúde dos funcionários da empresa. Sendo assim, ao contratar um plano de saúde é possível melhorar o desempenho dos empregados e, consequentemente, obter melhores resultados.

Portanto, cuidar da saúde física e mental dos funcionários fornecendo um atendimento médico de qualidade é uma excelente forma de aumentar a produtividade da empresa.

Serve como incentivo a pequenas empresas

Você sabia que pequenas e médias empresas também podem contratar planos empresariais? Muitas operadoras trabalham oferecendo planos que exigem no mínimo 2 vidas.

Além disso, elas podem até se beneficiar ainda mais do que as grandes empresas. Como há poucos funcionários, o ambiente é mais íntimo e, assim, se os funcionários não estiverem satisfeitos, certamente o impacto será maior.

Como funciona o plano de saúde empresarial?

Quem pode contratar?

Os planos de saúde empresariais são contratados por pessoas jurídicas, ou seja, empreendedores, sindicatos ou associações que querem oferecer atendimento de saúde de qualidade aos funcionários e colaboradores de uma determinada empresa.

Mas, além dos funcionários, o plano empresarial pode abranger os seus dependentes e outros indivíduos, como funcionários temporários, estagiários, menores aprendizes e até mesmo aposentados. Mas isso vai depender do contrato que foi fechado.

Coberturas oferecidas

Os planos empresariais podem oferecer diferentes tipos de cobertura, assim como os planos individuais ou familiares. Desse modo, eles podem ser:

  • Plano referência: o mais completo, pois fornece todos os serviços de atendimento médico hospitalares (consultas, exames, tratamentos, internações, cirurgias e obstetrícia);
  • Plano ambulatorial: cobre apenas consultas e exames, além de permitir internações que durem até 12 horas e alguns tratamentos, como a quimioterapia;
  • Plano hospitalar: cobre atendimento hospitalar completo, com direito a internação sem limite de tempo, cirurgias e outros procedimentos dentro do hospital;
  • Plano hospitalar obstétrico: além da cobertura do plano hospitalar, cobre atendimento obstétrico, como pré-natal, parto e pós-parto, além de cuidados com o recém-nascido por até um mês após o nascimento;
  • Plano odontológico: cobre os procedimentos odontológicos, como consulta, emergências, exames e procedimentos cirúrgicos que envolvem essa área.

Dependentes

Geralmente as empresas contratam planos que possibilitam a inclusão de dependentes dos funcionários que utilizam esses serviços. Assim, pessoas com até 3º grau de parentesco com o titular do plano podem se beneficiar com o que o plano oferece.

Para saber quem são as pessoas que podem ser incluídas como dependentes e como fazer essa inclusão, clique aqui e veja o nosso conteúdo sobre esse assunto.

Valores

Uma das maiores vantagens dos planos de saúde empresariais em relação as outras modalidades é o menor valor das mensalidades. Isso permite um maior acesso por aqueles que muitas vezes não teriam condições financeiras de arcar com essa despesa sozinho, como em um plano individual ou familiar.

Normalmente, se a empresa paga apenas parte da mensalidade ou se o plano é coparticipativo, esses valores serão descontados na folha de pagamento.

Carências

A carência dos planos empresariais vai depender do número de beneficiários que aderiram ao contrato. Isso significa que para planos empresariais com número igual ou superior a 30 colaboradores, os beneficiários não irão precisar cumprir carência nem Cobertura Parcial Temporária (CPT). 

No entanto, para os contratos com menos de 30 vidas, após 24h da contratação do plano, haverá cobertura para os casos de emergência ou urgência, respeitadas as limitações e segmentações (ambulatorial, hospitalar e referência) do plano. Sendo assim, a carência segue os limites estabelecidos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que são:

  • Parto: 300 dias e engloba os exames pré-natais. Mas, partos emergenciais ou situações que colocam a vida da mãe ou do bebê em risco devem ter atendimento independentemente do tempo de carência. Nestes casos conta apenas as 24h após a contratação do plano;
  • Consultas, exames, internações e cirurgias: 180 dias;
  • Doenças ou lesões preexistentes: 24 meses.

No entanto, a empresa pode negociar com a operadora de planos de saúde e solicitar isenção ou menor tempo de carência.

Como fica o plano de saúde após demissão ou aposentadoria?

O plano empresarial é válido até o momento em que o funcionário continua com a empresa. Quando este é desligado, há também desligamento com os benefícios oferecidos pela empresa. Mas, existe a possibilidade de ficar com o plano, mesmo após demissão ou aposentadoria. Quer saber como? Confira esse nosso conteúdo.

Como escolher um bom plano de saúde empresarial?

Agora que você conseguiu entender como funciona os planos de saúde empresariais deve estar se perguntando como escolher o melhor dentre tantas opções. Não se preocupe, basta seguir essas dicas que você irá conseguir contratar um bom plano de saúde para você e seus funcionários:

Fique atento ao contrato

Leia com bastante atenção todas as cláusulas e certifique-se que está assinando exatamente aquilo que você havia combinado com a operadora. Somente assim você conseguirá conhecer todos os seus direitos e deveres como consumidor.

Verifique se há cobrança da sinistralidade

Quanto mais perigoso for um trabalho, maior será a sinistralidade e o valor desta taxa. Nem sempre essa taxa é repassada no início no contrato.

Conheça os seus funcionários

Não tem como escolher o plano ideal para a sua empresa se não conhecer os seus funcionários e as necessidades deles. Para saber qual é a demanda, você pode fazer pesquisas internas, questionários ou obter informações com a equipe de Recursos Humanos.

Assim, você conseguirá traçar um perfil dos funcionários e decidir qual é o plano mais adequado para eles.

Priorize redes referenciadas abrangentes

Não adianta contratar um plano que não possui muitas redes referenciadas e, ainda, de baixa qualidade. Sendo assim, antes de fechar negócio, pesquise sobre os estabelecimentos e médicos que atendem o plano que você está interessado.

Escolha um plano favorável para homens e mulheres

Os homens e as mulheres têm necessidades únicas e, por isso, você deve levar em consideração cada uma delas ao contratar um plano de saúde empresarial. Por exemplo, contrate planos que ofereçam um serviço obstétrico, ginecológico e urológico de qualidade.

Confira a reputação da operadora no mercado

Você pode verificar tanto através do site da ANS (Ranking de insatisfação ou Programa de Qualificação de Operadoras) ou no site Reclame Aqui, o qual tem a opinião dos usuários.

 

Portanto, investir em um plano de saúde empresarial é garantir mais qualidade de vida aos funcionários e, desse modo, melhorar a produtividade da sua empresa.

Gostou deste post? Então não se esqueça de deixar o seu comentário e clique aqui para ver mais conteúdo para a sua saúde!

 

1 Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*