Antes de contratar um plano de saúde, muitas dúvidas aparecem e um dos pontos a serem considerados é qual o tipo de acomodação devemos escolher.

Mas, para isso, é preciso levantar os pontos positivos e negativos de cada tipo. Dessa forma, é possível escolher a opção que se encaixa melhor ao seu perfil e, claro, no seu bolso também.

Para te ajudar, iremos te explicar as principais diferenças entre a enfermaria e o apartamento, pois assim você conseguirá fazer a sua escolha com mais segurança.

Diferenças entre enfermaria e apartamento

As principais diferenças entre as acomodações são:

Privacidade

Enquanto na enfermaria você divide o quarto com dois a três pacientes diferentes do mesmo sexo, no apartamento o local é exclusivo para você. Assim, você tem mais liberdade e privacidade, o que é um grande benefício, principalmente se você fez algum procedimento mais delicado.

Conforto

Antigamente, muitas pessoas tinham medo da enfermaria porque imaginavam lugares lotados com leitos pequenos. No entanto, ao passar dos anos isso mudou e a enfermaria permite ter um pouco mais de conforto.

Essa divisão de três leitos por enfermaria, permitiu oferecer boas práticas de medicina e atenção à saúde. Afinal, como tem um menor número de pessoas, as chances de infecção reduzem.

Porém, é claro que o conforto durante a recuperação e adaptação no apartamento é maior, afinal o quarto é individual, você pode controlar a temperatura do ar condicionado e escolher o canal de televisão que deseja. Além disso, alguns hospitais disponibilizam também para o paciente uma televisão maior, conexão Wi-fi, frigobar e cama para o acompanhante.

Banheiros

Seja qual a acomodação que escolher, existe apenas um banheiro por quarto. Isso significa que, se você está em um quarto coletivo, terá que dividi-lo com os demais pacientes e acompanhantes. No entanto, no apartamento o banheiro é de uso individual e exclusivo do paciente.

Acompanhantes

Outra diferença entre as acomodações é que na enfermaria os acompanhantes só podem ser do mesmo sexo e, em geral, apenas para pacientes menores de 18 anos, a partir de 60 anos ou mulheres que realizaram parto.

Já no apartamento o acompanhante pode ser de qualquer sexo e independe da idade do paciente.

Horários de visitas

Todos os horários de visitas são regulamentados pelo hospital, sendo fixos e restritos. Assim, evita a presença de muitos acompanhantes e barulho excessivo, reduz os riscos de infecções hospitalares e proporciona maior privacidade e conforto aos pacientes, tanto os que estão na enfermaria quanto no apartamento.

A diferença aqui é que na enfermaria só é permitido um acompanhante por vez, enquanto no apartamento o número de visitantes e o horário de visitas são mais flexíveis.

Valores

Os planos com acomodação coletiva são mais em conta que os de acomodação individual. Porém, em alguns casos, a diferença não é tão grande – às vezes não passa de R$30 mensais –, sendo então necessário avaliar o melhor custo-benefício.

Qual acomodação devo escolher?

Para decidir qual acomodação escolher é preciso levar em conta:

  • Orçamento disponível para o plano de saúde
  • Necessidade da contratação de uma acomodação diferenciada
  • Qualidade das acomodações dos hospitais da sua região

Como já dissemos, a enfermaria tem menor custo, porém os benefícios do apartamento também devem ser levados em consideração.

Além disso, você deve pensar a longo prazo. Está planejando ter filhos? E quando chegar a melhor idade? Ou talvez você tenha problemas crônicos.

Nestes casos, o apartamento é uma excelente escolha por ter mais privacidade, conforto, banheiro próprio e maior flexibilidade de visitas.

O que a legislação prevê sobre acompanhante de paciente internado?

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar, se o contrato for novo ou adaptado a operadora é obrigada a cobrir as despesas de um acompanhante, incluindo alimentação e acomodação, no caso de pacientes menores de 18 anos, idosos a partir dos 60 anos de idade e pessoas com deficiência.

Porém, se o contrato for antigo (celebrado antes da Lei nº 9.656/98 e não adaptado) dependerá do que está previsto nele.

Nos casos de pacientes com idade entre 18 a 60 anos, as despesas do acompanhante, como as refeições diárias, são inteiramente de responsabilidade do beneficiário e a operadora do plano de saúde não precisa arcar com os custos.

Como é feita a cobrança em caso de internação?

Se o paciente possui plano com coparticipação, ele pagará apenas um valor fixo, não importa os dias ou meses que ficará internado. Já àqueles que têm plano sem coparticipação, não tem custo algum e não depende dos dias internados, visto que o valor da internação está incluído na mensalidade.

Além disso, durante a internação, a operadora deverá arcar com todos os custos relacionados aos procedimentos realizados, como consultas e exames. Isso significa que ela não pode cobrar nenhum valor a mais, pois já estão inclusos no preço da internação. 

É possível fazer a mudança de enfermaria para apartamento?

Pode ser que você tenha escolhido a enfermaria, mas queira mudar para o apartamento porque ganhou um aumento, as contas estão mais tranquilas ou porque pensou melhor e viu que era a melhor opção.

Saiba que isso é possível mediante o pagamento de uma taxa extra, alterando o valor de todas as mensalidades seguintes. Porém, pode ser que seja preciso passar por um novo período de carência. Desse modo, antes de fazer qualquer mudança verifique as condições com a sua operadora.

1 Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*