Ter uma vida saudável inclui praticar exercícios físicos de forma regular e os benefícios que esse estilo de vida traz, tanto físicos quanto mentais, são incontestáveis. No entanto, com a agenda cada dia mais lotada e as diversas preocupações do dia a dia, nem sempre é fácil manter uma rotina “fitness”.

Se quisermos alcançar determinado objetivo, é preciso ser constante quando se trata de exercícios físicos e, para isso, não pode faltar a organização e disciplina. Com isso, se você quer sair do sedentarismo e ter uma rotina de exercícios, veja essas dicas para te levar ao caminho certo.

Faça algo que te dê prazer

Não tem como você querer fazer uma atividade física que detesta. Para quem está começando a buscar uma rotina de exercícios, primeiro deve encontrar um esporte que goste e que sinta prazer ao realizá-lo.

Por exemplo, se você não curte musculação, do que adianta tentar insistir se isto não te dá nem vontade de colocar a roupa de academia? É muito melhor se inscrever na aula de zumba, já que você ama dançar. Dessa forma, as chances de continuar motivado e manter esse hábito são muito maiores.

Com o tempo, pode até ser que os seus interesses mudam e comece a fazer musculação. Mas enquanto o hábito ainda não virou hábito, é melhor fazer o que gosta.

Tenha paciência

Não tente apressar as coisas, muito menos os resultados. Geralmente, quando tentam fazer isso, a saúde é prejudicada. Por mais que você esteja vendo o colega do seu lado carregando 100 kg no leg press, não tente fazer o mesmo, pois poderá acabar se machucando.

Da mesma forma, não pegue muito pesado no primeiro dia, as chances de passar a semana toda extremamente dolorido ao ponto de não conseguir fazer mais nada são grandes. Na medida em que for se sentindo mais confortável e ganhando mais resistência e condicionamento, você pode ir aumentando a intensidade e o tempo.

Saiba que não existem pílulas e fórmulas mágicas que farão você alcançar os seus objetivos e lembre-se que tudo tem seu tempo.

Respeite seu corpo

 

Um incômodo muscular é muito comum, principalmente naquelas pessoas que nunca praticaram atividade física. Mas, mesmo os mais experientes sentem isso, quando aumentam a intensidade, alteram o exercício ou voltaram depois de um tempo parado.

A questão é que você deve respeitar o seu corpo, ele está te dando sinais o tempo todo e mostrando se dá para ir mais longe ou se é melhor parar. Dependendo, pode ser que seja necessário até mesmo procurar um médico.

Contudo, não deixe de comunicar com o profissional de educação física como está se sentindo ou se tem algo incomodando. Às vezes, pode ser que esteja executando o movimento errado ou pegando mais peso do que suporta. Nestes casos, se não houver mudanças pode acabar gerando uma lesão mais grave, crônica e até mesmo irreversível.

Programe sua rotina de exercícios

Para que se torne um hábito, defina dias e horários que vai realizar os exercícios físicos. A melhor hora e o melhor dia são aqueles que se encaixam na sua agenda e na sua rotina diária. Não adianta achar que deve fazer 7 horas da manhã, porque a blogueira disse que é o ideal, se você não é aquela pessoa que gosta ou consegue acordar cedo.

Sendo assim, tente encaixar a atividade da melhor forma que encontrar, pois desta forma ela vai passar a fazer parte da sua rotina e vai virar algo tão automático que quando perceber você já não consegue mais viver sem.

Estabeleça metas reais

Estabeleça metas que você realmente irá conseguir alcançar. Por exemplo, você começou ir à academia 2 semanas antes do carnaval e está querendo perder 15 kg para poder viajar para praia no feriado. Provavelmente você irá se frustrar, pois não tem como acelerar um processo, mesmo que queira muito e, assim, acabar desistindo porque “não viu resultados”.

Na verdade, isso pode até ser perigoso, fazendo com que as pessoas busquem formas muito radicais e prejudiciais à saúde. Com isso, dê um passo de cada vez, firme os pés no chão e crie objetivos reais. Pois apenas dessa forma você conseguirá continuar motivado, afinal vai conseguir o resultado que deseja, sem comprometer o seu bem-estar.

Tenha uma alimentação equilibrada

Não adianta dar o máximo durante os exercícios se você se alimenta mal. Pesquisas mostram que a dieta interfere em 70% nos resultados, ou seja, é a alimentação que dita se você irá conseguir atingir sua meta ou não.

Mas não adianta adotar dietas extremistas e que são difíceis de manter. A questão aqui é ter uma alimentação equilibrada e, muito mais do que dieta, uma reeducação alimentar. Dessa forma, será possível aderir ao plano alimentar e, juntamente com a atividade física, os objetivos estarão mais pertos e mais fáceis de serem alcançados.

Olhe suas medidas e não a balança

Muitas vezes as pessoas procuram a atividade física com o objetivo de emagrecer. E a dica aqui é não se agarrar aos números da balança.

O nosso corpo não é composto apenas de gordura, mas também de músculos, ossos, água e órgãos. Além disso, 1kg de gordura ocupa muito mais espaço do que 1 kg de músculo. Dessa forma, apesar do peso na balança não ter alterado ou até mesmo ter aumentado pode ser porque você ganhou massa muscular ao mesmo tempo que perdeu gordura.

Com isso, preocupe-se mais em se aquele short que não te servia mais agora serve ou se a sua cintura afinou. São as suas medidas que realmente mostram se houve resultado ou não.

Escolha a academia/profissional que mais te agrada

Não há nada melhor do que estar em um ambiente com pessoas que te agradam e que fazem você se sentir bem. Assim também ocorre nas academias, afinal, este será um local que você pretende frequentar praticamente todos os dias.

Quando for decidir, considere:

  • Localização: quanto mais perto de casa ou do serviço for, a desculpa de não ir por causa da distância deixará de existir.
  • Estrutura: é importante que o local tenha bons equipamentos e tenha um espaço adequado
  • Limpeza: ninguém gosta de frequentar lugares sujos ou que tem cheiros desagradáveis
  • Aulas oferecidas: tenha certeza de que existe a modalidade que gosta
  • Profissionais: verifique se os profissionais são adequados, éticos e se têm conhecimento. Esse tópico deve ser levado muito a sério principalmente quando falamos de mulheres. Isso porque é indispensável que o educador físico as trate com respeito, sem nenhum tipo de abuso, seja físico ou verbal.
  • Preço: você pode até ter encontrado a academia dos sonhos, mas será que cabe no seu bolso? Será que o custo-benefício vale a pena?

A definição da academia é extremamente importante, pois se você não conseguir se conectar com a estrutura ou com o pessoal, isto irá dificultar a sua aderência ao hábito.

 

Dessa forma, se você quer tornar o exercício físico parte da sua rotina, siga estas dicas. Assim, você conseguirá ter um estilo de vida mais saudável e também se sentirá mais feliz.

 

Gostou desse artigo? Deixe o seu comentário e clique aqui para conhecer outros conteúdos para sua saúde.

1 Comentário

Deixe uma resposta para Mario Flavio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*