Grande parte da população tem vivido debaixo de muita pressão e, com isso, sempre estão ansiosos, com pressa e muito estressados. Infelizmente a ansiedade está fazendo parte da rotina diária de muitos e tentar lidar com ela não é uma tarefa tão fácil.

Mas, afinal de contas, o que é ansiedade? Nada mais é do que uma excessiva agitação do sistema nervoso central, muito semelhante ao medo, podendo surgir em situações reais ou imaginárias que fogem do controle do indivíduo.

Como consequência, ocorre um desgaste mental e até mesmo físico, como depressão, dor de cabeça, dificuldade de concentração e queda de cabelo.

Entretanto, a partir do momento que é identificado, é possível melhorar este quadro e, ao invés da ansiedade dominar e atrapalhar a sua vida, é você quem a domina.

Reduza o ritmo

Como a ansiedade está intimamente ligada com a vida que levamos, quando diminuímos o ritmo, reduzindo a pancada de coisas que temos que fazer durante o dia, ajuda bastante a controlar este problema.

É ainda pior quando coisas que muitas vezes gostamos de fazer acabam se tornando uma obrigação e significado de mais estresse e ansiedade, porque temos a necessidade de ser multitarefa e assumimos mais compromissos do que conseguimos administrar.

Portanto, estabeleça as suas prioridades e aprenda a dizer não para algumas coisas, para não acabar se frustrando. Existem tarefas que podem ser adiadas e liberar um pouco a sua agenda. Lembre-se que você não é um robô capaz de lidar com um monte coisas ao mesmo, sem se sentir sobrecarregado, triste e incapaz.

Autocuidado é tudo

Cuide da sua saúde, praticando atividades físicas e comendo de forma mais saudável. Como os exercícios físicos liberam a serotonina, endorfina e dopamina, neurotransmissores que regulam diversas áreas do cérebro, como o humor, sono, funções cognitivas, entre outras, promovendo o bem-estar e disposição física durante o dia.

Por isso uma caminhada, corrida, musculação ou qualquer outro exercício físico é tão importante para o combate da ansiedade. Além disso, a alimentação também é fundamental para se manter saudável, pois quando feita de forma inadequada prejudica o corpo e o cérebro de muitas maneiras.

Ainda, aqueles que são ricos em triptofano são uma ótima opção, como a banana e o chocolate, já que este aminoácido é um precursor da serotonina.

Reduza o estresse diário

Exercícios de meditação, ioga, acupuntura e tratamentos homeopáticos ajudam a reduzir o estresse do dia a dia e, consequentemente, alivia a ansiedade. Além disso, massagem também pode ser uma alternativa para relaxar o corpo e a mente.

Ainda, exercícios de respiração podem controlar o nervosismo, podendo ser feito em qualquer lugar e em qualquer hora do dia e quando combinado com o relaxamento, em um ambiente tranquilo e silencioso, reduz bastante a respiração ofegante, a taquicardia e o tremor.

Apenas dois minutos diários de treino de respiração profunda são suficientes para o corpo aprender a se acalmar e o efeito é imediato. O importante é buscar técnicas que aliviam a tensão.

Foque no agora

Quando foca no que está acontecendo hoje e agora, consegue analisar e agir melhor. Porém, quando a mente viaja no que já passou, o que não pode ser mudado, ou no que ainda vai acontecer, ainda nem ocorreu mas já está preocupado com isso, a ansiedade toma conta e pode piorar.

Pense no que você pode fazer hoje, pois é apenas isso que você consegue controlar. O ontem é imutável e o amanhã é incerto.

Alimente pensamentos positivos

É engraçado como ficamos com vergonha novamente quando pensamos em alguma situação bem constrangedora do passado. Ou muito felizes quando vem à mente um momento que foi prazeroso. Quando um pensamento ruim vier a mente, tente alterar para qualquer outra coisa, principalmente algo agradável.

Além disso, ao invés de ficar martelando na cabeça o problema e como ele te afetou, mude o foco para as soluções, no que poderia ser feito e nos pontos positivos, nada é tão ruim quanto parece.

Com isso, tente ser mais otimista e ver o lado bom das coisas. Os pensamentos afetam muito as atitudes e o modo como guiamos a nossa vida.

Procure ajuda

Buscar um profissional qualificado é de grande ajuda quando falamos de ansiedade, principalmente se deixa de fazer muitas coisas por causa dela.

Quando você expõe o que está passando para um psicólogo, além de trabalhar, de forma individual e gradual, os seus pontos fracos e passar exercícios que reduzem o problema, ele identifica a origem e os possíveis fatores que podem estar por trás da ansiedade. Assim, aos poucos o paciente consegue modificar os comportamentos e enfrentar as situações de estresse.

Organize-se

Planejar o dia com antecedência reduz bastante os níveis de ansiedade. Sendo assim, organize os afazeres da semana em uma agenda, lista, aplicativo ou quadro, desde que você se adapte e entenda facilmente.

Assim, você consegue saber o que esperar no dia seguinte e não fica preocupado e perdido no que deveria fazer. Porém, lembre-se que imprevistos acontecem e, se for o caso, não se desespere, afinal, você não consegue controlar tudo.

Durma bem

Já aconteceu quando foi deitar para dormir ficou uma, duas e até três horas “rolando” na cama pensando no que devia ter feito ou no que deveria fazer? A insônia ou sono agitado podem ser consequências da ansiedade e influencia na saúde de todo o organismo, inclusive aumentando a produção de hormônios do estresse como o cortisol.

Portanto, tenha uma rotina antes de dormir, isso vai auxiliar o seu sono e melhorar o humor e a disposição no dia seguinte.

Cada pessoa se adapta melhor a uma estratégia, mas não deixe que a ansiedade controle a sua vida e te impeça de fazer o que mais gosta. Além de minimizar os seus efeitos, essas técnicas ajudam bastante a manter a sua mente saudável. Então vamos começar a praticar hoje mesmo?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*